Trunfo do grupo Sabin é a diversidade de seus colaboradores

Empresa Sabin criou um “Comitê de Diversidade & Inclusão” e foi um dos destaques certificação GPTW 50+.

A parceria entre o Grupo Sabin e a Great Place to Work está debutando. São 14 anos de participação consecutiva o que rendeu mais de 50 conquistas. Em 2020, não foi diferente. Foi eleita mais uma vez “Melhor Empresa para Trabalhar” na categoria medicina diagnóstica e ficou entre as 10 no ranking das grandes empresas. O que teve um gostinho especial é estar entre as cinco escolhidas na certificação GPTW 50+.

“Todo esse reconhecimento mostra que estamos no caminho certo, quando investimos na valorização dos nossos colaboradores, independente de sua raça, crença, idade. E porque não dar oportunidades aos mais experientes?”, pergunta Karine Hepp, gerente de desenvolvimento humano do Grupo Sabin. “Aqui, sabemos da riqueza do encontro de diferentes ideias e olhares sobre o fazer saúde e nos dedicamos à construção de um contexto empresarial mais humanizado e justo para todos.”

A companhia atua há 36 anos no mercado brasileiro e atende mais de 5 milhões de clientes tendo a diversidade e inclusão como práticas imprescindíveis que garantem a sustentabilidade dos resultados positivos nos negócios. E a base começa com a adoção da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que estabelece a todos o direito à igualdade e dignidade e também, a aplicação de Códigos de Conduta Ética, que formaliza as crenças, valores, comportamentos e condutas, alinhadas à ideologia da empresa.

Comitê de Diversidade e Inclusão

Com isso em mente, não foi difícil a decisão de criar em 2018, o “Comitê de Diversidade & Inclusão”, um dos pontos fortes destacado na premiação da GPTW. A iniciativa é voltada ao desenvolvimento de projetos que engajem os colaboradores das suas 296 unidades distribuídas em todo o país, abrangendo cinco pilares: gênero; raça; LGBTQIA+; pessoas com deficiência; e multigerações, onde encaram a questão dos maturis. “São inúmeras as vantagens de termos times intergeracionais com ganhos fundamentais em todo o nosso processo”, relata Karine.

“Ganhamos com a experiência do profissional que integra nosso time. Ganhamos com o encontro enriquecedor de gerações e ideias. Por que para o Sabin, a precisão vem dos números, mas os resultados vêm das pessoas.”
Karine Hepp, gerente de desenvolvimento humano do Grupo Sabin

E para cuidar das pessoas, a área de RH tem uma política bem ampla oferecendo desde qualificação profissional e plano de carreira até benefícios diferenciados, como programa de qualidade de vida e política de meritocracia. Além disso, incentiva a formação e atualização contínua de todos os seus colaboradores. O Grupo conta com um sistema de avaliação 360º, estabelecido desde 2009, que contribui com a política da empresa de valorizar os talentos internos. Assim, alcançaram um quadro funcional com 99% dos cargos de liderança preenchidos por colaboradores desenvolvidos internamente.

Universidade Corporativa

Há 10 anos, implantaram a Universidade Corporativa, uma plataforma onde os empregados podem acessar o ambiente virtual de aprendizagem dentro ou fora da empresa. Constam, ainda, na lista de benefícios o custeio com inscrições em competições e treinamento da equipe de corridas; a utilização do Espaço Bem-Viver (um estúdio com equipamentos para ginástica); a oferta de bolsas de estudo de 25% a 80% para graduação, MBAs, mestrados e doutorados; o auxílio para material escolar; parcerias com escolas, creches e universidades; o programa de Educação Financeira; a premiação por tempo de casa; a participação nos resultados entre outros. Um próximo passo é trabalharem um projeto de aposentadoria visando tanto a força de trabalho mais jovem como os dos maduros que tem isso em um horizonte mais próximos.

No ano passado com a chegada da crise sanitária provocada pelo coronavírus, a atenção com os funcionários foi mais reforçada visto que a maioria deles está na linha de frente com contato direto com o público e outros tantos realizando exames para a detecção da COVID-19. Foram adotados protocolos especiais para acolher e cuidar daqueles que fazem parte do grupo de risco como colaboradores acima de 60 anos, crônicos e gestantes, concedendo férias, acompanhamento médico, protocolos específicos de retorno. Investiram em campanhas internas, redobrando os cuidados de higienização nas estruturas e unidades, que passaram por adaptações e ganharam novos processos operacionais.

“A pandemia, sem dúvida, provocou uma mudança de mindset das lideranças globais. Foi o start para que os gestores adotassem um olhar mais cuidadoso aos seus colaboradores. Mas, aqui no Sabin nossos profissionais são sempre nossa prioridade”, relembra a gerente. A companhia se alinhou ao movimento “Não Demita” e está, inclusive, aumentando as contratações desde o segundo semestre de 2020.

As perspectivas para 2021 são boas na visão de Karine, com oportunidades surgindo mesmo em um ambiente incerto: “Vimos o estímulo a valores antes esquecidos na gaveta dos escritórios e cada vez mais as empresas tem trabalhado para fortalecer as diferenças. Ética, responsabilidade social, respeito, ganharam mais relevância. Foi uma virada de chave. Uma quebra de paradigmas que deve se perpetuar este ano e ajudar na condução de novos projetos de gestão de pessoas a partir de agora.”

Sabin

Não foi à toa que o Grupo Sabin se destacou entre as 3.168 empresas analisadas pela Great Place to Work e que já está nos seus planos o repeteco no ranking GPTW 50+ 2021.

Essa reportagem faz parte da série “Diversidade Etária nas Empresas” que mostra ações e programas de grandes empresas voltados para atender os maturis e sua relação no mundo corporativo.

 A primeira delas foi sobre as boas práticas da Takeda. Confira aqui:

Equipes intergeracionais são prioridade na Takeda

Regiane Bochichi

Profissional multidisciplinar, especialista em transmídia, com sólida experiência em ações de marketing e conteúdo jornalístico, adquirida em mais de 30 anos de atuação em empresas nacionais e multinacionais do segmento de comunicação tanto em veículos como em agências.
Regiane Bochichi

Últimos posts por Regiane Bochichi (exibir todos)