Trabalhando em casa nos tempos da Covid-19

5 maneiras de reduzir a procrastinação e aumentar a produtividade

Você deve ter ficado bastante feliz, pelo menos a princípio, de ter sido levado a trabalhar em casa na tentativa de retardar a propagação do coronavírus, durante a pandemia da Covid-19. Pensou nos benefícios de não ter de se deslocar até o escritório, como no tempo gasto no trânsito, nas despesas com transporte e alimentação entre outras. Mas o ambiente doméstico – mesmo que muitíssimo confortável – tem inúmeras distrações que contribuem para a procrastinação do trabalho. 

Para quem não está muito familiarizado com o termo, procrastinar significa deixar para depois, adiar, postergar.

Os iniciantes do home office, ou mesmo, os trabalhadores remotos mais experientes têm dificuldades em permanecer focados nas tarefas. No entanto, há algumas estratégias que podem ajudá-los a ser produtivos e a entregar as tarefas nos prazos combinados.

  1. defina horários

O ambiente doméstico não tem a mesma estrutura de um escritório onde há intervalos programados e horários claros de início e término. Criar um cronograma de trabalho a ser executado pode ajudar a criar essa estrutura ausente.

Faça um plano para o trabalho com objetivos claros e realistas a serem alcançados dentro de um determinado prazo. Se o objetivo é escrever um relatório de 10 páginas, divida essa tarefa em etapas menores e mais gerenciáveis. Por exemplo, comece fazendo uma pesquisa, depois prepare um esboço e estabeleça uma meta para escrever um número específico de páginas por dia. Ao organizar a tarefa maior em várias menores criam-se oportunidades para pequenos sucessos que, ao se acumularem, ajudam na manutenção da motivação e produtividade.

Independentemente da maneira como se organiza uma agenda de trabalho em casa inclua intervalos razoáveis. Planeje o tempo das refeições, bem como das pausas curtas para refrescar a cabeça. Mas tenha cuidado: pequenas pausas na verificação de e-mails pessoais ou mídias sociais podem tomar um tempo maior que o programado.

  1. saiba lidar com as incertezas

Se estiver com dificuldades para iniciar ou concluir uma tarefa, pode ser porque não tem a certeza do que precisa ser feito. Quando se trabalha em casa, pode ser mais difícil obter respostas rápidas para reduzir essa incerteza. As pessoas tendem a procrastinar tarefas que não estão claras – ou estão confusas – e quando não têm certeza do que fazer. A procrastinação ocorre quando as pessoas experimentam sentimentos desagradáveis ​​relacionados a uma tarefa ou trazem insegurança.

Antes de iniciar uma nova ou desconhecida tarefa, verifique se há uma orientação clara sobre o que precisa ser feito. Como nem sempre sabemos o que não sabemos, pode ser necessário iniciar a tarefa antes que percebamos que estão faltando informações importantes ou que não esteja claro o que é necessário para realizar o trabalho.

Tornar-se consciente das incertezas é o primeiro passo para obter as informações necessárias. Ter uma lista de pessoas-chave com as quais se pode entrar em contato pode ajudar.

  1. reduza as distrações

Trabalhar em casa significa lidar com distrações que podem tira-los ou tira-las do foco na tarefa. Preparar-se para trabalhar em um espaço silencioso – que terá pouco ou nenhum tráfego de membros da família ou de colegas de apartamento – é um bom primeiro passo. Mas o trabalho remoto, também, envolve estar on-line e ter acesso a várias tentações digitais.

Algumas pessoas são boas em fechar os olhos para estas distrações e podem manter o foco no trabalho, mas quando o trabalho está chato, estressante ou se há dúvidas para executá-lo, assistir a vídeos engraçados de gatos pode se tornar uma fuga para o adiamento do prazo de entrega. Controlar como e quando ficar on-line para fins não relacionados ao trabalho pode ajudar a minimizar a exposição a distrações do ambiente digital e o risco de procrastinar.

  1. planeje interrupções

Mesmo os melhores planos para a realização do trabalho podem desmoronar quando surgem interrupções inesperadas. Se não estiver preparado, a ligação de uma pessoa íntima, que só quer conversar, pode tentá-la ou tentá-lo a jogar fora o cronograma. Uma abordagem que demonstrou ser eficaz diminuindo a diferença entre intenções e ações, e reduzindo a procrastinação e o ajudando a permanecer produtivo, é fazer planos específicos para lidar com interrupções. Isso envolve primeiro pensar nas possíveis interrupções e ensaiar reações. 

  1. tenha claro o significado do seu trabalho

Sentimentos negativos sobre uma tarefa também podem contribuir para sua procrastinação. Trabalhar em casa significa estar cercado de coisas pessoalmente significativas. Em contrapartida, o trabalho pode parecer menos significativo. Este contraste pode dificultar manter o foco e a produtividade. Pelo menos nesta etapa de home office, lembrar-se de porquê seu trabalho é importante e valioso pode ajudar a aumentar sentimentos positivos em relação a ele e a reduzir a procrastinação das tarefas.

O artigo de Fuschia Sirois foi originalmente postado no portal do Fórum Econômico Mundial em https://www.weforum.org/agenda/2020/03/working-from-home-productivity/

Walter Alves

Consultor social sobre diversidade e inclusão de pessoas 50+ no trabalho. Educador, facilitador em workshops e consultor em programas de diversidade e inclusão. Dedica-se, desde 2012, ao tema longevidade e preconceito etário. Parceiro da Maturi, onde escreve semanalmente para o blog. Produziu e apresentou o programa de entrevistas Trabalho no Futuro.
Walter Alves