Work for Tomorrow – Ações para fortalecer o trabalho 50+

Work for tomorrow, um programa que você precisa conhecer! Estamos cientes que em todo o mundo os trabalhadores maturis constituem uma proporção crescente da força de trabalho, fruto do envelhecimento demográfico constatado em várias partes do mundo.

Em termos de G20 (19 maiores economias do mundo mais a União Europeia), 1 em cada 3 trabalhadores tem 50 anos ou mais, e esse número deverá aumentar para 4 em 10 até 2040. Sabemos também que o impacto desse envelhecimento demográfico afetará não apenas os trabalhadores maturis como também a maneira como se planeja o futuro do trabalho para os jovens.

Além do mais, e para intensificar a seriedade e urgência de atenção que assunto exige, a atual pandemia da COVID-19 tem acarretado graves prejuízos a países e empresas, fatos que ameaçam gravemente os empregos de modo geral.

O alerta está posto!

Felizmente, muitos debates, estudos e mentes interessadas em preparar o futuro individual e coletivo já se apresentam como interlocutores e promotores do processo de reorganização da vida corporativa, e do futuro saudável de nossa sociedade. Evito pensar na palavra “crise”, pois em nossa cultura tem um certo peso indigesto. Melhor é lembar o significado do ideograma chinês correspondente a esta palavra que tem dois significados: Risco e Oportunidade, concorda?

Estamos diante de uma crise e de uma grande oportunidade: a de destacar o dividendo que a longevidade traz para as economias de todo o mundo.

Como vamos aproveitar esta e outras oportunidades só depende de nossa disposição para participarmos de iniciativas (como a da Maturi, por exemplo), ou criarmos alguma, que tenha por missão desenvolver um ecossistema de trabalho intergeracional digno, onde trabalhadores de todas as idades sejam produtivos e felizes.

Diretamente do Reino Unido, trago boas notícias!

Work for Tomorrow – Ações para fortalecer a força de trabalho maturi

Cientes da problemática apresentada, e das oportunidades dela decorrentes, o International Longevity Centre UK (ILC), do Reino Unido, lançou um programa internacional para identificar os desafios e inovações que estarão envolvidos na construção da futura força de trabalho etariamente inclusiva.

Este programa chamado Work for tomorrow: Innovating for an ageing workforce, vem sendo elaborado por um grande coletivo de pessoas e organizações, e culminará com uma competição internacional focada em quatro áreas principais:

. Manutenção da boa saúde do trabalhador
. Construção de conhecimentos, habilidades e competências
. Eliminação da discriminação e apoio à diversidade
. Adaptação do local de trabalho

A ILC acredita que a sociedade deve se adaptar se quiser que todos desfrutem dos benefícios da longevidade.

“Queremos uma sociedade que trabalhe para todos, independentemente da idade, agora e no futuro”.

work for tomorrow

Perguntas foram lançadas para nortear a elaboração do programa Work for Tomorrow, e elas se concentram nas seguintes questões:

  • Como maximizamos os benefícios da longevidade para indivíduos, economia e sociedade?
  • Como podemos ter certeza de que vidas mais longas são boas para todo o mundo?
  • Como podemos garantir que a política e a prática funcionem para as pessoas mais velhas de amanhã, assim como as de hoje?

Como nós, os maturis, podemos construir o nosso futuro?

Dado que o envelhecimento no futuro será muito diferente do que já se viu, por meio deste programa o ILC almeja, também, ajudar a sociedade a recuperar o atraso decorrente das mudanças demográficas e da atual pandemia. Formuladores de políticas, empregadores e especialistas em RH de todo o mundo estão a discutir sobre tais temas, até que a grande competição internacional em inovação seja lançada ainda em 2021, segundo informações do ILC.

Eventos, publicações e outros dados sobre o andamento deste valioso programa podem ser vistos no site do ILC.

O programa Work for Tomorrow visa chegar a resultados que abordem:

  • Os desafios na produtividade dos trabalhadores mais velhos.
  • A necessidade de inovações para apoiar a melhoria da produtividade dos maturis, e em decorrência da pandemia COVID-19.
  • As inovações que atendam aos desafios e ofereçam soluções em políticas para profissionais de RH, e governos.

Uma consulta pública encontra-se em andamento e está apta para receber manifestação e feedback.

Consulte o Work for tomorrow: Innovating for an ageing workforce – Consultation paper (aqui) onde são apresentados o contexto, desafios e parâmetros para a futura competição internacional que resultará em ações concretas para que superemos os desafios atuais relacionados ao trabalho e inclusão etária.

Como atuantes e interessados nesta causa, nós também podemos colaborar no seguinte sentido:

  • Compartilhando os principais desafios que já identificamos em forças de trabalho com a presença de maturis;
  • Escrevendo um blog ou elaborando um vídeo sobre estas questões;
  • Apresentando ideias ou produto / serviço existente que aborde um ou mais dos desafios associados ao envelhecimento da força de trabalho.

Inspirou-se?

Se deseja conhecer mais e se envolver no programa WORK FOR TOMORROW, envie um e-mail para LilyParsey@ilcuk.org.uk.

Você também poderá gostar de ler aqui no Blog: 

Descubra o poder da família social 

Silvia Triboni

Editora e Produtora de conteúdo em Longevidade e Turismo. Fundadora do projeto Across Seven Seas, que divulga ao público 50+ informações e experiências para envelhecimento com relevância. Deputy Ambassador na Aging2.0 Lisboa, comunidade destinada à acelerar a inovação para enfrentar os desafios e oportunidades do envelhecimento.
Silvia Triboni

Últimos posts por Silvia Triboni (exibir todos)