Dia Europeu da Solidariedade e Cooperação entre Gerações

Começo esse artigo com uma provocação: por que não tropicalizar a comemoração do Dia Europeu da Solidariedade e Cooperação entre Gerações (29 de Abril) em uma pauta tão urgente e relevante?

Muitas pessoas me questionam o motivo de se criar datas comemorativas sobre as coisas, principalmente quando a discussão permeia o respeito ao outro. Por que ter que falar de Diversidade Etária? Não deveria ser óbvio? Deveria, mas não é…

As datas comemorativas são celebradas porque carregam um contexto histórico e cultural. Com a consolidação dos dias e meses por meio do calendário, tornou-se natural comemorar o passar do tempo. Mais importante que ter a data em si, é refletir sobre ela…

Quando tudo começou?

O Dia Europeu da Solidariedade e Cooperação entre Gerações é celebrado anualmente em 29 de abril, desde 2008; tendo sido oficialmente proclamado durante a Presidência Eslovena da União Europeia em 2008. Esta data marca a realização de iniciativas que promovem o  diálogo entre gerações e que são colocadas um holofote a uma questão maior: social e política. 

Desde então, um pouco por toda a Europa, diferentes entidades e pessoas levantam a discussão pela construção de uma sociedade em que todas as idades vivam em harmonia e cooperem entre si. 

 

Dia Europeu da Solidariedade e Cooperação entre Gerações

Exemplo para o Brasil

Por que não tropicalizar essa comemoração e envolver essa discussão no mundo corporativo? Por que não traduzir as discussões em práticas para efetivamente ter mudanças? O Brasil não é mais um país jovem, envelhecemos em um ritmo acelerado. O que para a França demorou 125 anos para envelhecer, aqui foram 25. Cerca de 26% da população brasileira já é composta por pessoas 50+, sendo que 20% são pessoas potencialmente economicamente ativas (entre 50 e 70 anos). 

Dados como o relatório da World Health Organization confirmam a importância de discutir, estimular as relações intergeracionais e combater o etarismo. Um dado alarmante: 1 em cada 2 pessoas já teve atitudes discriminatórias em relação à idade. Lembrando que preconceito etário não é somente com as pessoas maduras, mas é mais comum nesse grupo.   

O que temos feito em relação ao envelhecimento da força de trabalho?

O Dia Europeu de Solidariedade e Cooperação entre as Gerações é uma ótima oportunidade de refletirmos e usarmos nas ações de sensibilização corporativa como um catalisador. Afinal, é a primeira vez na história da humanidade que temos as 4 diferentes gerações trabalhando juntas. Os desafios de gerir times multigeracionais nunca foram tão grandes para a liderança e time de RH. 

Ações de diversidade etária precisam de mais atenção das empresas

No Brasil, as ações de Diversidade Etária ainda são incipientes e pouco estruturadas nas empresas. Sabe qual a média de pessoas 50+ nas grandes empresas? 3% a 5% do quadro de funcionários. É muito pouco!! Temos visto um desequilíbrio entre a participação de cada geração e recebemos feedbacks de um grande buraco nessas relações.

A Maturi vem provocando as organizações em aprofundar essa discussão para a realização de projetos estratégicos e genuínos.

Os grupos de afinidade e comitês de diversidade têm usado as datas comemorativas ao longo do ano para explorar temáticas que envolvem grupos minorizados, então fica a dica: tropicalizar o dia europeu de solidariedade e cooperação entre as gerações ao longo do mês de abril. Mas reforço: essa data é uma desculpa para começar ou reforçar o assunto. As ações precisam de cadência ao longo do ano. 

Organizações multigeracionais dão certo?

Em artigo publicado no Blog da Maturi de Abril 2021, nosso saudoso colaborador Walter Alves, buscou uma resposta muito realista, para pergunta tão provocadora:

“Quando se enxerga a sociedade através de lentes humanistas, também observa-se o envelhecimento com naturalidade. Infância, adolescência, idade adulta e velhice são fases da vida. Fases são passageiras, mas não imutáveis. Mudanças que, recentemente, têm favorecido as relações transgeracionais na sociedade, nas famílias e nas organizações.

Na atualidade, é possível cravar que organizações multigeracionais dão certo, são mais eficientes e mais rentáveis. Mas o futuro é incerto. E isto é libertador. As possibilidades permanecem abertas para serem forjadas pelos nossos desejos, necessidades e vontades e melhorar o que já é bom”.

Como foi dito no início, o Dia Europeu da Solidariedade e Cooperação entre Gerações carrega um contexto cultural. Diversidade é uma mudança de cultura e cultura não muda do dia para a noite. É uma jornada sem fim!

*Gostou da leitura? Agora já sabe por onde começar em relação às estratégias de Diversidade Etária?

A Maturi está aqui para te ajudar a construir essa jornada, caso a sua empresa possua um Comitê de Diversidade ou você acha que é o momento de iniciarmos uma Estratégia de Diversidade na sua empresa, entre em contato conosco pelo email comercial@maturi.com.br

 

Você também poderá gostar de ler: Inovação transgeracional no combate ao preconceito etário

Andrea Tenuta

Head Comercial em Maturi
Andrea Tenuta

Últimos posts por Andrea Tenuta (exibir todos)