11 dicas para encontrar um emprego nos seus 50+

Pode parecer desnecessário para alguns, no entanto para muitos de nós maturis, toda colaboração, orientação e informações úteis que nos ajudem na procura e conquista de um emprego tem que ser muito bem recebidas. Concorda? Por isso, espero que estas “11 dicas para encontrar um emprego nos seus 50+” possam agregar algum conhecimento, ou estimulá-la(o) a aprimorar as suas atuais técnicas.

Busquei essas dicas no site Restless.com.eu, uma plataforma bem interessante e útil para maturis que abrange desde saúde e emprego, até relacionamentos. Vale a pena acessar!

A parte mais difícil é começar

Encontrar trabalho atualmente não tem sido uma tarefa fácil, principalmente para os 50+, a significar que a busca pelo novo emprego é um desafio que nos exige preparo e dedicação para que seja bem sucedido. Tenha a certeza que concentrar-se nas coisas certas e abordar as tarefas sugeridas de maneira positiva e organizada, pode fazer uma enorme diferença em seu progresso e perspectiva.

 

emprego
Crédito da imagem: Jim Vecchione for AARP

Vamos lá?

1. Decida o que você deseja de sua nova função

Antes de decidir a se candidatar a um novo emprego, certifique-se de pensar muito sobre o que você espera ganhar com uma nova oportunidade.

“Pode parecer óbvio, mas às vezes escrever o que você deseja em um pedaço de papel pode ser uma maneira muito útil de esclarecer seu pensamento.”

2. Lembre-se de sua rede de conhecidos

Quando você está pensando em um novo emprego, vale a pena usar todas as suas conexões por dois motivos:

O primeiro é que, pensando em todas as pessoas que você conhece, você será capaz de pensar sobre o que eles fazem. Você já olhou para a carreira de um amigo e se imaginou no emprego dele? Nesse caso, talvez seja a hora de ligar para ele e pedir conselhos sobre como começar.

A outra razão para aproveitar ao máximo suas conexões é que você pode ter amigos ou parentes que conhecem pessoas relevantes no setor em que você deseja entrar e podem apresentar você a elas. Podem, inclusive, apresentar uma recomendação sobre você que poderá agilizar o processo de inscrição, ou, até mesmo, a marcação de uma entrevista.

Algumas pessoas pensam que networking é algo difícil, algo que não as deixam confortáveis, mas realmente não há nada a temer. Em seu nível mais básico, o networking é simplesmente conectar-se com outras pessoas. E uma ótima maneira de começar é com pessoas que você já conhece.

3. Inscreva-se em sites de empregos

Depois de ter uma ideia clara sobre o que deseja de um cargo, vale a pena navegar em sites de empregos. Ajuda a você ver o quão longe você está disposto a ir, pois poderá ver oportunidades sobre as quais nem pensava antes.

Se houver muitos empregos atraentes, mas nenhum em sua área no momento, é válido se inscrever no site para receber alertas de emprego.

Comece navegando no site da Maturi para ver quais vagas estão disponíveis para o seu perfil.

4. Renove o seu currículo

A primeira coisa que você deve fazer depois de considerar que tipo de trabalho deseja é repaginar o seu antigo currículo. Ou, se você não tem mais um (ou nunca teve um), agora é a hora de escrever um.

Tendo mais de 50 anos, você provavelmente terá anos de habilidades e experiência que poderia incluir em seu currículo. Mas, em vez de tentar incluir tudo e sobrecarregar os empregadores em potencial, seja seletivo e use um resumo pessoal conciso para realmente destacar seus pontos fortes.

Pense no emprego para o qual você está se candidatando e quais habilidades ou experiências você tem que podem ser úteis nesta nova função.”

“Você deve sempre destacar suas habilidades e realizações tanto quanto possível, porque isso permitirá que os futuros empregadores saibam o que você tem potencial para fazer pela empresa deles.”

5. Crie um perfil no LinkedIn

Se já faz um tempo que você não está no mercado à procura de um emprego, então você pode ainda não estar ciente da importância de um perfil no LinkedIn ao procurar um emprego.

O LinkedIn é a ferramenta de mídia social definitiva para profissionais de todas as idades que desejam se manter conectados às últimas oportunidades de emprego e informações. É uma prática comum os empregadores pesquisarem seu perfil no LinkedIn após receberem seu currículo ou formulário de emprego, para tentar descobrir mais sobre você.

“Eles podem querer ver se você está atualizado com a tecnologia, e ver se você pode usar confortavelmente as mídias sociais. Ou eles também podem querer ver o quão bem você está conectado em sua área, examinando sua lista de conexões.

Qualquer que seja o motivo dos empregadores para procurá-lo no LinkedIn, a primeira etapa é certificar-se de que você realmente configurou um perfil de aparência profissional e a segunda é maximizá-lo tanto quanto possível para mostrar suas habilidades e experiência.”

Dicas da Rest Less sobre como usar o LinkedIn

6. Escreva uma carta de apresentação

Não anexar uma carta de apresentação em sua candidatura é uma grande oportunidade perdida de se destacar e demonstrar que você é um candidato sério.

“Uma carta de apresentação é sua oportunidade de deixar sua personalidade brilhar e explicar tudo o que seu currículo não explica. Por exemplo, se você tem lacunas no emprego, sua carta de apresentação é o lugar para explicar por que e o que você estava fazendo neste período.

Não importa quais sejam seus motivos para as lacunas de emprego, sempre tente destacar os pontos positivos, por exemplo, se você foi forçado a fazer uma pausa devido a uma lesão ou doença, pode falar sobre a resiliência que desenvolveu como resultado.”

7. Acompanhe as suas inscrições

Depois de começar a se candidatar a empregos, acompanhe todas as suas candidaturas, por exemplo, a data em que você se inscreveu, o cargo e os detalhes de contato do recrutador ou da empresa.

Manter-se organizado ajudará você a manter a cabeça fria, e, também mostrará o progresso que você está fazendo em sua busca. Cada vez que você obtiver uma resposta ou entrevista, anote; dessa forma, será mais fácil acompanhar sua comunicação com cada empregador e garantir que nada escape.

“Se você não receber uma resposta de um empregador depois de uma semana ou mais, é sempre melhor ligar ou enviar um e-mail para saber o status de sua inscrição. Mesmo que sua aplicação não tenha sido bem-sucedida, sempre peça feedback para saber o que pode melhorar na próxima vez.”

8. Prepare-se bem para a entrevista de emprego

Se você receber um telefonema ou e-mail de um empregador convidando-o para uma entrevista, certamente você se sentirá empolgado e nervoso quanto ao resultado do encontro. A melhor maneira de você se sair bem na entrevista é se preparar o máximo possível para ela. Pesquise tudo o que puder sobre a empresa e cargo pleiteado, e procure demonstrar este conhecimento.

“É uma prática recomendada aprender o máximo possível sobre a empresa e a função, enquanto pensa no que você pode oferecer a eles e onde gostaria de estar em cinco anos.”

 

9. Conheça seus direitos

Ao longo de sua busca de emprego, é importante certificar-se de que você conhece os seus direitos trabalhistas, lembrando que nenhuma empresa está legalmente autorizada a afastá-lo de uma função de trabalho com base na sua idade.

Conhecimento é poder, então certifique-se de obter o máximo de informações possível.

10. Seja o seu maior torcedor

Sua procura de emprego pode durar algum tempo, mas o mais importante a lembrar é que o emprego certo chegará se você permanecer positivo e continuar se lembrando do quanto você tem a oferecer. Será apenas uma questão de tempo até que um empregador também veja isso.

“Os empregadores são atraídos por pessoas que parecem autoconfiantes, portanto, se você quiser que os outros acreditem em você, é melhor começar acreditando em si mesmo.”

11. Considere as alternativas de trabalho

A procura por um emprego é um momento perfeito para pensar sobre o que você realmente quer da vida.

“Se sua busca por emprego está demorando mais do que você gostaria, é importante não ficar desanimado. Concentrar seu tempo e energia em outras paixões e interesses durante a sua pesquisa pode ser uma maneira poderosa de se manter motivado. Este pode ser um ótimo momento para reacender a paixão por um antigo hobby, experimentar algum voluntariado ou simplesmente se dedicar mais aos amigos e família.”

E aí, gostou?

Um conselho final: O importante é a dedicação e a sua positividade em acreditar que você será bem sucedida(o). E, se tiver alguma outra dica que gostaria de compartilhar, comente abaixo para que eu possa incluí-la nessa lista.

Você também poderá gostar de ler: 10 passos para superar o choque de uma demissão

Silvia Triboni

Editora e Produtora de conteúdo em Longevidade e Turismo. Fundadora do projeto Across Seven Seas, que divulga ao público 50+ informações e experiências para envelhecimento com relevância. Deputy Ambassador na Aging2.0 Lisboa, comunidade destinada à acelerar a inovação para enfrentar os desafios e oportunidades do envelhecimento.
Silvia Triboni

Últimos posts por Silvia Triboni (exibir todos)