Promoção da igualdade é a base para políticas de RH na Tokio Marine

Seguradora japonesa Tokio Marine não admite qualquer tipo de ato de discriminação entre as equipes e tem se destacado em ações voltadas para incentivar a integração dos maturis.

A Tokio Marine tem aproximadamente 12% do seu quadro formado por pessoas com mais de 50 anos. O mais velho deles completou 82 anos. Com um programa pontual chamado de “Toque de Vivência” reforçou a conscientização sobre a importância na contratação de profissionais maduros. Desde então, praticamente quadruplicou o número de contratados maduros, atingindo uma taxa de retenção de 82%. Além disso, no segundo semestre de 2019, a alta liderança participou de um treinamento de reciclagem que abordou especificamente o pilar faixa etária.

Esses são alguns indicativos do motivo que elegeu a Tokio Marine em primeiro lugar na categoria Seguradoras da 2ª edição do ranking Melhores Empresas para Trabalhar – Instituições Financeiras 2020 e reconhecida pelas melhores práticas de gestão para mulheres, de grupos étnico-raciais e ações desenvolvidas para colaboradores acima dos 50 anos. Este último é resultado do GPTW 50+, ranking inédito no Brasil e que avalia práticas inclusivas e inovadoras das empresas, fazendo um recorte por geração que teve a parceria da Maturi.

Todas as iniciativas voltadas à promoção da igualdade e diversidade na companhia estão reunidas no guarda-chuva “Tokio com Todos”, criado em 2017. “A liderança da Tokio Marine incentiva, estimula e apoia ativamente ações voltadas à inclusão e não admite qualquer tipo de ato de discriminação entre as equipes”, frisa Masaaki Itakura, diretor executivo de estratégia corporativa.

Masaaki Itakura, diretor executivo de estratégia corporativa da Tokio Marine
“Nós entendemos a importância de valorizar a experiência dos profissionais mais velhos. Nesse quesito, não nos referimos apenas à experiência profissional, mas também à experiência de vida.”

A colaboradora Maria Angélica Brena de Souza percebe desde a sua contratação, há 3 anos e 6 meses, o empenho do grupo em rever e incorporar novas estratégias para combater o etarismo e promover um ambiente igualitário entre os funcionários independente da faixa etária, gênero, etnia, portadores de deficiência, etc. oferecendo oportunidade de carreira e capacitação a todos.

Com 54 anos, avalia que a divulgação da experiência profissional e de vida dos maturis, a valorização de suas conquistas, o incentivo à convivência entre diferentes idades podem ajudar o ambiente corporativo e a sociedade a encararem melhor o desafio de promover um ambiente saudável entre as diversas gerações. “O meu relacionamento com os mais jovens sempre foi de muito respeito e proximidade, por isso aprendo com todos eles”, comenta. “Nesse aprendizado, pude desenvolver maior agilidade e familiaridade com as ferramentas tecnológicas, além de paciência e sabedoria.”

Times intergeracionais

“A Tokio Marine vê com bons olhos os times intergeracionais, pois acreditamos que cada um tem a colaborar com os objetivos estratégicos estabelecidos a cada ano”, complementa Itakura. “Os mais maduros trazem experiência de vida e tranquilidade em suas ações, enquanto que os jovens tendem a ter um lado mais “inquieto” e questionador, promovendo excelentes discussões. No final, todos saem ganhando.”

O aprimoramento profissional é uma das bandeiras da companhia. Assim como qualquer outro, o profissional com mais de 50 anos deve investir, continuamente, em sua empregabilidade, capacitação e atualização. Para tanto, a Tokio Marine oferece uma série de ferramentas, como a Universidade Corporativa com cursos online e lives, além de subsidiar cursos externos. A cultura de feedback também é uma prática usada para o crescimento contínuo dos profissionais.

Maria Angélica está atuando hoje no contact center e, em paralelo em absorver e aprender sua função, quer conhecer novas áreas da empresa e se preparar para enfrentar novos desafios, aproveitando a oportunidade dada pela empresa para fazer cursos de capacitação e reciclagem.

No futuro, poderá contar ainda com Plano de Previdência Privada que visa incentivar a conscientização sobre o investimento a longo prazo na aposentadoria. Como benefício, dependendo do salário, a contribuição é de 2,2% do salário e a companhia, com 100% deste valor. No momento da rescisão do contrato de trabalho, o colaborador pode optar pelo resgate total do valor, fazer a portabilidade para outra previdência ou permanecer como “auto patrocínio”.

tokio marine

 

Pandemia

Desde o início da crise sanitáriaa, a Tokio Marine priorizou a saúde e adotou o home office para praticamente 100% do quadro de funcionários, bem como direcionou iniciativas em atenção à saúde física e psicológica de todos os colaboradores e seus familiares, principalmente para aqueles que são do grupo de risco.

A empresa foi uma das primeiras a aderir ao Manifesto #NÃODEMITA, que visava garantir a manutenção de nossos postos de trabalho no Brasil durante o isolamento social para minimizar os impactos socioeconômicos causados pelo coronavírus.

“Com todas as iniciativas que realizamos durante um período tão desafiador, em 2020 contamos com um time extremamente comprometido, o que possibilitou inclusive o crescimento histórico de 12,6% da Tokio Marine”, finaliza o diretor executivo. “Para 2021, pretendemos continuar reforçando um dos nossos principais valores, que é o Compromisso com os 3 C’s: Colaboradores, Corretores/Assessorias e Clientes, onde destacamos o cuidado e atenção com os nossos mais de 2.100 Colaboradores, independentemente de faixa etária.”

Essa reportagem faz parte da série “Diversidade Etária nas Empresas” que mostra ações e programas de grandes empresas voltados para atender os maturis e sua relação no mundo corporativo. Confira aqui outros exemplos:

Os avanços no mercado de trabalho para os maturis

Equipes intergeracionais são prioridade na Takeda

Trunfo do Grupo Sabin é a diversidade dos seus colaboradores

 

Bristol-Myers Squibb tem fortes raízes na diversidade e inclusão

Regiane Bochichi

Profissional multidisciplinar, especialista em transmídia, com sólida experiência em ações de marketing e conteúdo jornalístico, adquirida em mais de 30 anos de atuação em empresas nacionais e multinacionais do segmento de comunicação tanto em veículos como em agências.
Regiane Bochichi